Rio Negrinho sediará Rally de velocidade

Faltam menos de 90 dias para a 4ª etapa
11/07/2019

RIO NEGRINHO

Rio Negrinho irá sediar novamente no mês de setembro uma das cinco etapas que compõem o campeonato Brasileiro do Rally de Velocidade de 2019. De acordo com Gilvan Jablonski, organizador do evento, neste ano a prova será um tanto diferente da primeira edição. “Serão na verdade três dias de competição, no dia 13 de setembro,sexta-feira, acontecerá o reconhecimento dos trechos cronometrados pela duplas participantes e a noite depois das 19 horas a etapa inicial denominada “Street Stage” ou seja, trecho cronometrado dentro das ruas do nosso Paço Municipal. Serão duas passadas no mesmo trajeto. No sábado (14), a partir das 7h50 iniciará a sequência do Rally com o fechamento do trechos (Rio Antinha/Rio do Salto e Estância/Pinheirinho) onde depois das 9:28 o primeiro carro irá largar”, explica Gilvan.

 

O encerramento dessa prova vai acontecer na parte da tarde de sábado com um parque fechado para os competidores que terminarem esse dia, localizado no Ginásio de Esportes do Briskão. Domingo (15), a partir das 07h45 com o fechamento total das estradas a largada do primeiro carro será às 08h53 quando começará a prova com os trechos da SC São Pedro e Rio dos Bugres. O término previsto dessa prova e de toda etapa disputada em nossa cidade será após às 14 horas, com o Parque Fechado de encerramento, só que dessa vez no pátio da Churrascaria Amigos da Estrada será aberta ao público para o almoço.

 

O QUE É O RALLY DE VELOCIDADE

No Brasil algumas competições que fazem parte das etapas de velocidade, tais como Mitsubishi Cup, Troller Cup, Cross Country e o Brasileiro de velocidade. Como diz a própria palavra, se trata de velocidade pura, ou seja, largada de um ponto em estradas existentes e chegada depois de alguns quilômetros (mínimo de 5km) em outro local. Este trajeto denomina-se “SS” - Special Stage em inglês, ou simplesmente trecho cronometrado. Para obter esses tempos a medição é feita com “células fotoelétricas” – computando-se os minutos, segundos e frações, tanto no início quanto no final de cada “SS”. “O objetivo da competição é: correr todos os trechos cronometrados no menor tempo possível. No campeonato brasileiro, cada etapa equivale a 2 provas distintas com no mínimo 70km percorridos cada uma delas na sua somatória. Dessa maneira todas elas devem ter no mínimo 140km na sua totalidade, que serão percorridos em um ou dois dias, se for o caso”, conta.

 

 

No Brasil temos este ano três categorias: RC2N, para veículos com tração integral 4x4; RC4, para veículos com tração dianteira com preparação especial e RC5, veículos com tração dianteira sem preparação ou preparação limitada. Na etapa de Rio Negrinho, teremos esse ano, além do “Street Stage” noturno na sexta-feira com duas passadas no Centro em frente a Prefeitura Municipal e ao redor do nosso Chaminé da Cimo, novamente quatro trechos cronometrados, sendo dois no sábado e dois no domingo para cumprimento do regulamento nacional. “Assim teremos nossa prova no sábado para os lados do Rio Antinha, Salto e na Estância/Pinheirinho. Já no domingo, os locais escolhidos para os carros andarem em alta velocidade foram Rio da Veada, Rio do Bugres, Patacão e São Pedro – Rio Casa de Pedra. Um rally de velocidade exige diversas atuações da equipe que faz a sua organização. Desde a parte burocrática – secretaria/inscrições até o primordial que se trata da segurança no fechamento das estradas. Na prova de Rio Negrinho não será diferente. O Jeep Clube está encabeçando essa tarefa, contando com a colaboração da Prefeitura Municipal e da participação obrigatória da Polícia Militar. Já temos e iremos contar com a colaboração de outros clubes da nossa cidade, tal como o Moto Clube, 100 Limite, o clube das bicicletas, bem como do Corpo de Bombeiros e de todos voluntários que quiserem participar com sua ajuda”, frisa Gilvan.

 

O intuito do grupo que se dispôs a realizar esse evento, de renome nacional será o de doar toda arrecadação que tiver com a prova em benefício da Fundação Hospitalar como feito igualmente na primeira edição.  Dessa forma os patrocinadores e colaboradores, além dos valores arrecadados com as inscrições das duplas participantes, serão de fundamental importância para o seu sucesso e da segurança, talvez o item mais importante de uma prova de Rally de velocidade, será feita por toda equipe do Jeep Clube com a participação da Polícia Militar e de todos os voluntários e colaboradores. Todos os endereços por onde passará o Rally serão muito bem avisados no devido tempo. As equipes passarão de casa em casa, de terreno em terreno e de chácara em chácara para deixar avisado que no dia 14 e 15 de setembro a prova irá passar em frente às suas propriedades. “Todos os animais pequenos ou grandes deverão estar amarrados, ninguém poderá transitar de qualquer forma ou sob qualquer pretexto nesses dias no período em que a estrada estiver fechada. Na parte da manhã das 07h30 até às 14 horas da tarde em ambos os dias. Esse ano em virtude da mudança obrigatória para realização da etapa em dois dias de provas, os espaços em que as estradas ficarão fechadas/interditadas são um tanto maiores que o ano anterior, podendo evidente causar algum transtorno aos proprietários”, finaliza.

Autor(a): Pricila Pires da Maia